23/01/2012

Para os tempos derivados de barragem, mais servem os lenços que me devoram confissões e não demoram quando gentilmente me possam esconder.

Nenhum comentário:

Postar um comentário