17/01/2012

Te devolvo suplícios de poema, quais reatam sussurros incontidos de vazio. Escrever faz agouro que uma sombra irrompe a voz com silêncio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário