15/01/2012

Tudo tão de repente é mero instante perdido de uma vida, que sem infinito desperta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário