25/04/2012


O corpo venera ardor já esquecido num tempo inverno. Melancolia não abre outro tempo de aquecer o clima. Talvez a memória retenha faíscas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário