27/01/2012


Poesia depõe no descontentamento das palavras. Essas dores vêm para conter-me inscrito de revelação. Só as palavras reentram o não-dizer depois de escrever.

Um comentário: