02/02/2012


Poesia incide de me espalhar sem definição. Vagar por onde versos recolhem-me inexplicável deve servir para a vida que não me escrevi ainda.

Nenhum comentário:

Postar um comentário