08/02/2012

Quem escreve recolhe de si o mesmo estrume diário, que converte em sonhos relidos, só para dizer sobre a vida que ele nem vive.

Nenhum comentário:

Postar um comentário